Curso de Odontologia da Avantis presta orientações a entidades da região

Posted by | 25 de abril de 2016 | Geral | No Comments

O curso de Odontologia da Faculdade Avantis, em Balneário Camboriú, iniciou um trabalho de campo que tem como finalidade a coleta de dados sobre as demandas em saúde bucal de populações em situações de vulnerabilidade social. A ação está sendo desenvolvida na disciplina de Estágio: Educação em Saúde Bucal e, nesta fase do projeto, contempla a Fundação Lar da Terceira Idade Padre Antônio Dias, em Camboriú, o Centro de Recuperação Viver Livre e a Casa de Passagem do Migrante, em Balneário Camboriú, e o Centro de Educação de Jovens e Adultos – Cordeiros, em Itajaí.

Num primeiro momento, os acadêmicos, supervisionados por professores, fazem visitas aos locais, conhecem as histórias das pessoas atendidas e coletam informações sobre quais as principais dúvidas e necessidades de cada grupo. “Já realizamos duas visitas buscando, sobretudo, compreender o que as pessoas entendem por saúde, doença e suas percepções sobre saúde bucal”, explica a professora e supervisora do estágio Mariana Golin Silva Winckler.

As visitas são feitas por meio de rodas de conversas e outras dinâmicas como a “tenda do conto” que objetivam tornar mais acolhidas a presença e as trocas de saberes entre todos. De acordo com a docente, um dos focos da iniciativa é possibilitar que a Odontologia rompa os ciclos de exclusão social e se torne um instrumento de cidadania. “Nossa intenção é, de certa forma, devolver parte do saber acadêmico em benefício da sociedade. E para isso é preciso compreender o que as pessoas pensam, o contexto em que vivem e quais os principais cuidados que cada um necessita”, argumenta a Mariana.

Na próxima etapa do projeto, os alunos voltam à sala de aula para conciliar o saber técnico, as informações coletadas nessas visitas com os elementos da chamada Educação Libertadora – pregada pelo famoso educador Paulo Freire e que preza pela formação humana e libertação de todo tipo de opressão da sociedade. O objetivo é desenvolver instrumentos educativos que serão entregues às entidades em nova visita, agendada para 9 de junho. “Os alunos irão estudar a melhor estratégia de trabalhar as informações colhidas com cada público. Os produtos elaborados serão entregues às instituições para que eles possam utiliza-los sempre que necessário”, esclarece a professora.

As demandas assistenciais apresentadas pelas pessoas assistidas nas entidades visitadas, como limpeza, colocação de prótese e tratamento de canal, também serão viabilizadas através da Clínica de Odontologia da Faculdade.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Solve : *
14 − 9 =